quinta-feira, 20 de setembro de 2007

VERGONHA

Porra, eu sou um palhaço em acreditar que o PT olha pelo Brasil e que os outros partidos só querem chupar o sangue da nação. Com a absolvição do Renan Calheiros (PMDB-AL) ficou evidente que o PT, agora no poder, tem medo de bater de frente com outros partidos. O partido estava com a faca e o queijo na mão para cassar Calheiros, mas encolheu-se, acovardou-se diante de um PMDB que ocupa muitos cargos do governo e é maioria no Senado federal. São 19 senadores do PMDB contra 12 do PT. Em minha visão, o Partido dos Trabalhadores preferiu fugir da raia - com medo de ser boicotado em projetos futuros, que travar batalha política contra o PMDB.
O partido colocou interesses políticos na frente dos interesses da sociedade. Ele colocou o Brasil em segundo plano. Isso é inadmissível. Um exemplo mais do que claro dessa sacanagem e desse descaso conosco foi o do senador Aloísio Mercadante que preferiu abster-se do que votar a favor da cassação. O senador foi eleito com 10 milhões de votos e era imprescindível tomar uma posição e não ficar em cima do muro como fez. Com essa atitude ele cuspiu na cara de 10 milhões de brasileiros. Logo o PT, que levanta a bandeira do social, pisou em cima de nós. Que levanta a bandeira da luta política, fugiu como um carneirinho assustado.
E o presidente Lula? Em suas viagens ao exterior dizia: “O que for decido do senado terá de ser acatado pela sociedade”. Acatar essa decisão é o cacete. Eu não concordo com a absolvição. Acho que o Lula mostra-se um perfeito omisso nesse tipo de questão. A decepção é um sentimento que acredito compartilhar com a maioria dos eleitores do PT. Eu sou um palhaço, eu votei no PT.

Lucas

2 comentários:

JT disse...

Quem te viu, quem te vê, hein bili.
Falando (com propriedade) sobre política!

bili disse...

hannn... tah ligado neh